Corridas históricas da Motovelocidade – GP da Austrália de 1990

Corridas históricas da Motovelocidade - GP da Austrália de 1990 blog

Corridas históricas da Motovelocidade – Portal Sport Zone – Grid de Largada

  1. Mick Doohan (Honda) 1’34.788
  2. Kevin Schwantz (Suzuki) 1’34.844
  3. Wayne Gardner (Honda) 1’35.060
  4. Eddie Lawson (Yamaha) 1’35.335
  5. Wayne Rainey (Yamaha) 1’35.367
  6. Christian Sarron (Yamaha) 1’35.596
  7. Niall Mackenzie (Suzuki) 1’36.095
  8. Jean Philippe Ruggia (Yamaha) 1’36.672
  9. Juan Garriga (Yamaha) 1’36.737
  10. Tadahiko Taira (Yamaha) 1’37.099
  11. Pierfrancesco Chili (Honda) 1’37.370
  12. Sito Pons (Honda) 1’37.394
  13. Peter Goddard (Yamaha) 1’37.855
  14. Marco Papa (Honda) 1’40.452
  15. Eddie Laycock (Honda) 1’40.692
  16. Cees Doorakkers (Honda) 1’44.229

Não Largaram para a corrida:

  • Niggi Schmassman (Honda) 1’46.060
  • Scott Mitchell (Suzuki) 1’46.696
  • Craig Harwood (Yamaha) 1’50.045
  • Greg Drew (PRP) 1’50.611

Leia também: MotoGP: os cinco circuitos com maior velocidade máxima do Mundial

Gardner Vence pela Segunda Vez em Phillip Island

Era a última etapa do Mundial das 500cc de 1990, O titulo já estava ganho para Wayne Rainey, pela primeira vez na carreira, Mas era sempre importante fechar bem a temporada, foi com isso que 20 pilotos se inscreveram para a corrida mas Somente 16 classificaram para a última etapa do Campeonato. (Alias foi um ano em que poucos pilotos estiveram no grid de largada em várias provas dessa temporada)

Na largada: Doohan, Schwantz, Gardner, Lawson fariam a 1ª com Rainey, Sarron, Mackenzie, e Ruggia na 2ªFila, Na Largada quem se saiu melhor foram os Australianos Doohan e Gardner que assumiram as 2 primeiras posições. Depois vinham Rainey que seguia por perto os dois australianos e Schwantz que vinha um pouco atrás e depois todo o resto.

Wayne Rainey passou Gardner na segunda volta, parece que o Australiano cometeu um erro quando passava uma marcha, ou ela não entrou. Rainey faria a melhor volta da corrida na volta 2: 1:35.907 (165 km de Média horária) e vinha pra cima de Doohan que tinha de uma temporada muito promissora. Schwantz tinha logo atrás, mas estava chegando na turma: Doohan, Rainey e Gardner. Mas Rainey já campeão faz a melhor volta da corrida de novo, Mas logo a turma se juntou novamente e Schwantz viria pra briga sem dúvida nenhuma. Gardner deu o troco, 1:35.312, a melhor volta da corrida na volta 4 e Rainer passava na volta 5 a Doohan e assumia a ponta da corrida.

Mas se engana que iria ser uma corrida fácil para Wayne Rainey, no final da volta 5 Doohan sem cerimonias volta a liderança usando toda a cavalaria da Sua Honda, Aa volta seguinte Rainey passa novamente na parte de curvas e retorna a ponta e ainda tinha 25 voltas pela frente.

E no começo da Volta 7 Doohan passou Rainey, o novato Doohan queria carimbar a Faixa de Campeão de Rainey de qualquer jeito, Mas quem andava mais rápido era Kevin Schwantz que virou na volta 6 1:35.042 e agora era o dono da melhor volta da corrida. Isso tudo aconteceu em 6 voltas e meia.

Classificação após 7 Voltas completadas: 1. Doohan (9) 11:15.474, 2. Rainey (2) 0.285, 3. Gardner (10) 0.557, 4. Schwantz (34) 1.157, 5. Lawson (1) 8.913, 6. Mackenzie (7) 9.162, 7. Pons (6) 12.566, 8. Garriga (11) 12.576.

E finalmente chegou Schwantz a essa briga e a lamentar o fraco desempenho de Eddie Lawson que estava em 5ºlugar bem longe do primeiro pelotão. E na Volta 9, no começo dela Gardner passava Rainey e assumia o 2ºlugar da corrida, As Hondas estavam agora no comando da corrida e a torcida em Festa pelos dois australianos na ponta da corrida com uma pequena Vantagem de menos de um segundo.

Na Volta 10 uma tentativa de passagem de Rainey que foi bem sucedida acabou atingindo Gardner que perdeu a curva seguinte mais conseguiu voltar, mas acabou perdendo posição também para Schwantz e ficando em 4ºlugar, E além disso a sua moto acabou tendo avalias em sua carenagem. Mas como as coisas mudam rápido Wainey e Doohan brigavam intensamente pelo primeiro lugar e Schwantz e Gardner juntinhos deles, com Gardner fazendo 1:34.8 sendo a melhor volta da corrida na volta 11.

Depois de 11 voltas a Classificação era essa: 1. Rainey (2) 17:37.298, 2. Doohan (9) 0.333, 3. Schwantz (34) 0.615, 4. Gardner (10) 0.824, 5. Lawson (1) 9.915, 6. Mackenzie (7) 14.136, 7. Garriga (11) 20.593, 8. Pons (6) 21.154.

Na volta 13 Doohan volta a ponta da corrida e logo em seguida Rainey tomava de volta o 1ºlugar e Gardner recupera o 3ºlugar em cima de Schwantz. Taira e Sarron já tinham abandonado a corrida, Na Volta 14 Doohan volta a ponta de novo, e Gardner se aproxima muito de Rainey e Gardner de Forma brilhante na parte de curvas da pista Australiana toma o Segundo lugar de Rainey, para o Campeão de 90 não estava sendo nada Fácil enfrentar a Dupla australiana em sua casa e vendo atrás dele o seu compatriota, mas não menos perigoso Kevin Schwantz com a Suzuki.

Após 14 Voltas Completadas a Classificação era: Doohan (9) 22:23.582, 2. Gardner (10) 0.603, 3. Rainey (1) 0.768, 4. Schwantz (34) 1.098, 5. Lawson (1) 12.727, 6. Mackenzie (7) 18.966, 7. Garriga (11) 26.059, 8. Pons (6) 28.319

Corridas históricas da Motovelocidade – GP da Austrália de 1990

Ao chegar na metade da corrida era impossível definir quem era o vencedor da corrida, Os problemas de Gardner com sua carenagem de sua moto estavam bem visíveis Schwantz já era o terceiro lugar, deixando Rainey em segundo, os quatro primeiros colocados passaram pelo primeiro retardatário, o piloto de número 24, Eddie Laycock, Schwantz tomava o Segundo lugar de Gardner querendo brigar pela vitória.

O Americano da lendária moto 34 queria também a vitória, Mas Gardner voltava ao segundo lugar pouco tempo depois sendo que o campeão de 1987 é que tinha mais problemas em sua moto com uma estabilidade muito dramática o que não fazia Gardner se entregar e deixar a vitória para o Jovem Michael Doohan de forma nenhuma, no começo da volta 19 Schwantz volta ao 2ºlugar e Wainey sobe para 3º, Gardner em 4º parecia começar a deixar a briga pela vitória. enquanto isso Doohan na volta 20 tinha 1 segundo na frente de Schwantz, Rainey e Gardner. Mas esses três não queriam se dar por vencido, quem se deu por vencido foi Eddie Lawson que estava muito longe dos ponteiros. (a 20 segundos em 5ºlugar)

Classificação após 20 Voltas: 1. Doohan (9) 31:54.841, 2. Schwantz (34) a 0.844, 3. Rainey (2) a 0.872, 4. Gardner (10) a 1.172, 5. Lawson (1) 21.141, 6. Mackenzie (7) 30.859.

Rainey tentava resolver a vida para passar Schwantz, mas o Americano da Suzuki não combinou com o campeão mundial e manteve o 2ºlugar. Por perto continuava Gardner que apesar do desequilíbrio de sua moto, continuava lutando pela vitória. Doohan continuava de maneira impecável na liderança, restando 7 voltas para o final da corrida. e Gardner Fazia 1:34.560, a melhor volta da corrida. com 169 km de média horária. E passou Rainey e assumiu o 3ºlugar, com problemas e tudo e ele não queria saber dos problemas e atacava Schwantz pelo 2ºlugar da corrida e curvas depois o dono da casa passou o piloto da Suzuki. Era Incrível a vontade do Campeão mundial de 1987 para defender a vitória que ele conquistou em 1989, Ruggia abandonou a corrida também. 13 motos na pista com os 4 primeiros colocados  disputando a vitória e tinha toda a atenção do público.

Restando 4 voltas para o Final da corrida Gardner abria fogo pra cima de Doohan, mesmo com suas motos totalmente desajustada devido a problemas na moto. Mas Doohan queria manter a vitória e Schwantz e Rainey queriam também essa vitória, e a 3 Voltas do final Gardner assumia a ponta e Doohan acaba de desconcertando e perdendo o controle da moto, mas se recupera ainda na segunda posição, mas sofria pressão de Schwantz e Rainey, Doohan sentiu a pressão e perdeu posição para o piloto da Suzuki, Mas logo recupera o segundo lugar quando Kevin Schwantz acabou caindo a 2 voltas do Final deixando Doohan com o segundo lugar novamente e Rainey em 3º.

Wayne Gardner só precisou levar a moto até o final e comemorar sua segunda vitória na pista australiana, com Doohan em segundo, Uma dobradinha Australiana com seus dois principais pilotos carimbaram a Faixa de Campeão de Wayne Rainey, completaram os seis primeiros, Eddie Lawson, Niail Mackenzie e Juan Garriga. Peter Goodard Terminou em 8ºlugar. No final, depois da bandeirada torcedores invadiram a pista para festejar com Gardner a vitória em casa, a segunda dele, o Australiano estava com a bandeira australiana comemorando com a torcida que compareceu em grande número. Wayne Rainey terminou com 255 pontos, contra 188 de Kevin Schwantz e Mick Doohan com 179.

Leia também: Conheça a moto que vai inaugurar a “MotoGP elétrica” em 2019

Resultado Final do GP da Austrália – Mundial de Motovelocidade

500cc – 30 Voltas

  1. Wayne Gardner (Honda) 47:45.053
  2. Mick Doohan (Honda) 0.856
  3. Wayne Rainey (Yamaha) 2.739
  4. Eddie Lawson (Yamaha) 42.532
  5. Niall Mackenzie (Suzuki) 1:54.520
  6. Juan Garriga (Yamaha) 1:00.539
  7. Sito Pons (Honda) 1:05.231
  8. Peter Goddard (Yamaha) 1:30.221
  9. Pierfrancesco Chili (Honda) a 1 Volta
  10. Marco Papa (Honda) a 1 Volta
  11. Eddie Laycock (Honda) a 1 Volta
  12. Cees Doorakkers (Honda) a 3 Voltas

Não completaram a corrida:

  • Kevin Schwantz (Suzuki) 28 Voltas
  • Jean Philippe Ruggia (Yamaha) 23 Voltas
  • Christian Sarron (Yamaha) 11 Voltas
  • Tadahiko Taira (Yamaha) 1 Volta

Prints: TVE (Espanha)

Fonte original do texto: Portal Sport Zone

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *